Menu
Notifications
Clear all

Na sua opinião, qual é a maior ameaça às famílias cristãs e à nossa Igreja nos tempos atuais?


André Batalhão
Posts: 2
Moderator
Topic starter
(@andre-batalhao)
Membro
Entrou: 9 meses atrás

"O direito de família nasceu do desejo de proteger uma forma específica de vida doméstica baseada na união vitalícia entre um homem e uma mulher." (Roger Scruton)

Em uma sociedade secular, os conservadores tendem a ficar mais preocupados com a família e com o seu destino. Nós, como cristãos, devemos lutar para proteger nossas famílias de mudanças incabíveis, desestruturantes e reformas radicais e anti-cristãs que comprometem nossos princípios e valores. Família e religião são duas esferas de valor do conservador, e devem ser reconhecidas e preservadas como pilares centrais da nossa sociedade. A família é a principal fonte dos vínculos afetivos fundamentais, e é reconhecida como inimiga dos projetos revolucionários. 

Interaja conosco e com nossos inscritos, respondendo e refletindo sobre a seguinte questão:

Na sua opinião, qual é a maior ameaça às famílias cristãs e à nossa Igreja nos tempos atuais?

3 Respostas
Sara Matsuda
Posts: 2
Customer
(@sara-matsuda)
New Member
Entrou: 8 meses atrás

Gosto muito de um trecho que está no livro Conservadorismo: um convite à grande tradição (Roger Scruton) p. 11, que diz assim: "[...] o conservadorismo surgiu como tentativa de manter os valores do parentesco e da religião em comunidades que estavam sendo reorganizadas por uma lei puramente política."

Atualmente, a derrocada dos princípios bíblicos e os valores morais e éticos que norteiam a sociedade, têm sido pauta principal das políticas públicas das nações. De forma que, sociedades e culturas tendem a fragmentar-se devido a depravação moral imposta através dos meios midiáticos, educacionais e culturais. Assim sendo, entendemos que a família tradicional (nuclear) composta por: um homem, uma mulher e sua prole - é a base de uma sociedade sadia e coesa. 

  • Na sociedade, a família é o último reduto de autoridade; assim como a igreja é o último reduto de fé e esperança.

Proteger a família e a religião significa resistir e combater as ideologias (feministas, ideologias de gênero, Marxistas e por aí vai) que têm por finalidade introjetar na sociedade os seguintes objetivos:

a) A subversão da própria noção e ideia da essência feminina. Causando a deturpação da identidade do ser humano, acarretando em outros fatores como a ideologia de gênero, o padrão gay, a exaltação do lesbianismo, a pedofilia e o incesto.

b) A legalização do aborto com o argumento pífio de "meu corpo, minhas regras". Reproduzindo assim, geração após geração, um comportamento de promiscuidade, não admitindo a responsabilidade pela vida que poderá surgir daquela relação sexual. Uma vez que, o aborto será a opção mais desejada mediante aquela gravidez - na maioria das vezes - não desejada.

c) Através do sistema educacional, introjetar na criança (em sua tenra idade) a "educação" sexual, fazendo com que ela internalize e aceite como normal "todas as formas de amor". E, com o passar do tempo, teremos uma sociedade que absorve e pratica a libertinagem como um ato de liberdade.

d) A destruição por completo dos princípios morais e éticos fundamentados na Bíblia. Levando a aniquilação da igreja (religião) e a destruição do conceito de família tradicional (nuclear).

Vamos sim, proteger nossas famílias, guardar a Palavra de Deus em nosso coração e levar o evangelho de Cristo adiante -> custe o que custar!

Responder
Juliana Farias
Posts: 1
(@juliana-farias)
New Member
Entrou: 8 meses atrás

A família é o único núcleo  no qual o ser humano é inserido sem direito de escolha. Ela é também a primeira fonte de  tradições e ensinamentos. Na sociedade atual temos questões que não podem ser deixadas de lado:a relativização do aborto ,a desvalorização da família tradicional e das figuras de pai e mãe criando uma geração de crianças perdidas no sentido de não saber o real valor e lógica das uniões heterosexuais. 

O Código Civel em seu artigo segundo dispõe sobre a personalidade civil, no texto lemos que esta começa após o nascimento com vida, mas a lei  põe a salvo os direitos do nascituro desde a concepção. No salmo 139 o salmista diz que os olhos do Senhor o viram antes que estivesse formado ratificando assim o disposto código.

A família formada por homem, mulher e filhos é o pilar de formação da humanidade, o único modo de perpetuar a espécie humana, lógica ignorada por aqueles que a julgam como retrograda.

Responder
Joaomarc
Posts: 1
(@joaomarc)
New Member
Entrou: 8 meses atrás

Boa noite a todos. Como é sabido, o conservador busca preservar ou renovar o estado de coisas, levando em consideração o legado deixado pelos antepassados: a moral e a religião judaico-cristã, os legados do direito romano e a filosofia grega. São muitas as frentes de proteção, mas vou me ater a que toca a familia e depois a Igreja. 

é responsabilidade dos pais cuidarem da educação de seus filhos, ou o Estado o fará. A sociedade civil pode e deve ser a facilitadora nesse processo! é urgente a criação de centros, projetos, cursos que auxiliem e conscientizem os pais. Precisamos criar organizações da sociedade civil que dialoguem com esses pais.

 

Outro ponto é a Igreja. Creio que essa tem despertado, mas não o suficiente: É necessária a formação de base. Investimento pesado em cursos sobre os fundamentos do marxismo e do marxismo cultural - tentáculo do marxismo que tem causado danos dentro da Igreja. Temos deixado os teólogos e intelectuais atuando sem contrapo-los. O que eles estao a fazer é muito pior do que um mero movimento político de rua. O ato nas ruas frente ao 7-9 FOI UM FIASCO, mas o diálogo de intelectuais e teólogos tem tido sucesso. Tanto que só agora, 20 anos depois, soubemos que havia "um" (há outros) militante marxista convicto dentro do meio cristão, disfarçados de artistas. Não podemos achar que Caio Fábio, por exemplo, é um maluco desviado que fala sozinho. Ele é o Olavo de Carvalho da esquerda. 

Dominamos a internet. mas isso não basta: temos que alcançar aqueles que estao na periferia, e os marxistas sabem disso. Proonho que façamos atividades simples, porém profundas e que tragam o evangelho e, ao mesmo tempo, uma mudança cultural na alma do povo. A guerra cultural ainda não está ganha.

- jogos intertativos com mensagens biblicas e morais; aulas de alfabetização; aulas de computação - há muitos analfabetos digitais; açoes de impacto ambiental; levar a mensagem de Cristo atraves do hip hop; poesias etc.

Há muito campo para semear.

 

Responder
Compartilhar: